cristianismo puro e simplesEsse livro é um clássico na literatura cristã e recomendo sua leitura tanto aos cristãos como aos não-cristãos que queiram conhecer o que é o cristianismo de forma mais profunda e, ao mesmo tempo, simples.

C.S. Lewis é reconhecidamente um escritor extraordinário – famoso especialmente pelas Crônicas de Nárnia – e nessa obra conseguiu realmente fazer o que o título se propõe: apresentar o cristianismo de forma pura e simples.

O livro vem das palestras dadas por Lewis na rádio da BBC durante a Segunda Guerra Mundial, ocasião histórica que dá uma boa indicação da importância do assunto. Não que as palestras fossem sobre a Guerra em si, mas porque uma situação extrema como essa acabava intensificando as ansiedades e as dúvidas das pessoas.

Sabemos que é difícil de falar sobre apenas um tipo de cristianismo, pois com tantos anos de histórias e interpretações seria impossível que fosse diferente. Lewis até afirma que “uma das coisas sobre as quais os cristãos discordam é a importância de suas discordâncias” (p. 14).

Entretanto, ao invés de usar isso como um obstáculo, ele procura apontar para uma unidade essencial que se pode ver entre verdadeiros cristãos. Em suas palavras: “É no centro da religião, onde habitam seus mais verdadeiros filhos, que cada comunhão cristã se aproxima das outras em espírito, mesmo que não em doutrina” (p. 16).

Sua proposta não é desenvolver algum tipo de ecumenismo e nem de fazer apologia sobre este ou aquele ponto de vista, mas apresentar temas ligados ao cristianismo de forma geral e oferecer explicações e respostas sobre seus significados para a fé e para a vida prática. Questões sobre a importância do conceito de “certo e errado”, sobre conduta e moralidade e até sobre a doutrina da trindade de uma forma mais aplicada à experiência humana.

Todos esses temas, embora teológicos, são desenvolvidos com o objetivo de serem entendidos por qualquer pessoa, inclusive com muitas ilustrações fantásticas que dão mais vida aos assuntos. Com isso ele consegue realmente apresentar o cristianismo de forma simples e, ainda assim, profunda.

Quem é cristão encontrará muitas explicações sobre os processos que ocorrem na sua fé e na sua vida, entendendo a beleza da simplicidade do cristianismo.

Quem não é cristão poderá conhecer melhor o que realmente o cristianismo ensina e propõe em sua essência.

Vejo também como um grande desafio a que façamos esse tipo de trabalho em cada época, pois o cristianismo essencialmente é puro e simples, mas é pra ser anunciado em cada tempo e situação.

Anúncios